Goalball

A prática desportiva é por si só um bem inquestionável para todos.

Se nos focarmos particularmente em pessoas com características especiais, nomeadamente com deficiência visual, incute nas mesmas, enumeras e inegáveis vantagens em diversos domínios.

Ao nível fisiológico verifica-se uma melhoria na aptidão física e da saúde, com uma evidente melhoria do controlo dos movimentos voluntários e sobretudo da exploração dos limites mecânicos e articulares. O domínio destes movimentos em termos psicológicos confere um aumento da autoconfiança e segurança reduzindo os índices de ansiedade verificando-se uma maior interação na relação com o outro e consequente aumento da autonomia e integração social.

Assim sendo, a intervenção pretendida com a criação de uma equipa de Goalball tem o claro objetivo de promover a inclusão social das pessoas com deficiência visual, tendo como objeto o desporto, além de ter a intenção de incutir nos jovens determinados valores e princípios fundamentais, que também serão essenciais para as suas vidas cotidianas. Perante isto, a nossa intervenção neste âmbito parece-nos de crucial importância para a inclusão social desta população, no concelho de Almada com a criação de uma equipa de Goalball Integrada no Clube Desportivo Cova da Piedade.

O presente projeto visou propor a criação de uma equipa sénior de Goalball no Clube Desportivo Cova da Piedade no ano de 2018. A proposta, de carater inovador, com a criação desta nova modalidade, veio colmatar uma lacuna existente no concelho de Almada.

Com uma ambição segura e alicerçada no conhecimento e experiência adquirida, foi nossa intensão criar uma equipa competitiva, e que a curto médio prazo, se transforme numa das maiores referências desportivas nacionais no panorama do desporto adaptado.

Pretendemos ainda, desenvolver o projeto de forma sustentável, através da identificação e formação de jovens atletas com deficiência visual, envolvendo a comunidade do concelho.

Desejámos realizar uma série de ações que terá como principais objetivos a prospeção e deteção de novos jogadores. Desta forma, será criada uma estrutura alicerçada que garantirá o futuro da equipa sénior a médio longo prazo, descobrindo novos talentos, que poderão integrar progressivamente a principal equipa do Cova da Piedade.

Inclusão e igualdade de oportunidades

Nos nossos dias, apesar da crescente preocupação para com a diferença, os esforços que têm vindo a ser desenvolvidos não são suficientes neste âmbito. Deparamo-nos constantemente com barreiras arquitetónicas e de caris atitudinal, que constituem um entrave à inclusão e àquilo que chamamos de igualdade de oportunidades.

A realização de atividades onde todos, independentemente das suas capacidades individuais, possam participar tem grande importância para o processo de inclusão social, sentimento de competência e empowerment.

A sociedade atual ainda não se encontra suficientemente sensibilizada para as questões de inclusão, apesar de tudo o que tem vindo a ser feito. Deste modo, é necessário sensibilizar para que futuramente as ideias de inclusão estejam presentes no seu dia-a-dia.

Iniciativas como esta, a criação de uma equipa de Goalball, promovem a construção de uma sociedade melhor que vai ter em conta todos, independentemente das suas limitações, e não só um grupo restrito de pessoas. 

Não podemos esquecer que todos estes processos estão dependentes de iniciativas que apelem à mudança de conhecimento e atitudes, numa nova interpretação dos fenómenos face à diferença. Todos somos diferentes, todos temos características que nos tornam únicos, e nada melhor que o trabalho em equipa para que nos possamos aperceber dessas diferenças, e das formas como às mesmas podemos responder.

Descrição da Modalidade 

O Goalball é um desporto coletivo dirigido principalmente para pessoas com deficiência visual, constituindo-se um desporto único, com material e equipamento específico, impossível de comparar a qualquer outro desporto convencional. Não obstante de ser um desporto criado para pessoas com deficiência visual, pode ser incrementado com pessoas normovísuais, ou outras deficiências desenvolvendo aspetos como a orientação espacial e a perceção auditiva. Constituindo-se como uma ferramenta de eleição para uma melhor integração.

Foi criado em 1946, e desde 1976 que é um desporto paralímpico.  Importado para Portugal à perto de um quarto de século. Nos últimos anos, tem vindo a sofrer um grande desenvolvimento, com a criação da ANDDVIS, associação que tutela a modalidade no nosso país. Portugal já recebeu por duas vezes o Campeonato da europa, em 2009, na cidade de Albufeira e em 2016, na nortenha cidade da Maia. A nossa seleção nacional é reflexo deste mesmo investimento, ocupando já um lugar de relevo fazendo parte atualmente do grupo B no panorama europeu, e estando entre os vinte primeiros lugares do ranking.

Como se joga

O Goalball é um desporto praticado por duas equipas de três elementos com o máximo de três suplentes. O jogo é disputado em recinto fechado num campo retangular, com as medidas de um campo de voleibol, 9m por 18m. A baliza ocupa o comprimento da linha de fundo do campo, e tendo uma altura de 1,50 cm. Todas as linhas do campo são marcadas sendo visuais e tácteis. O uso de vendas é obrigatório, para que todos fiquem em igualdade de circunstâncias, ou seja, desprovidos totalmente da capacidade visual. Para jogar é ainda necessária uma bola específica, que pesa 1,245kg e no seu interior contém guizos que emitem ruído para que seja mais facilmente detetada pelos jogadores. O objetivo do jogo é marcar golos à equipa adversária, através de lançamentos realizados apenas com os membros superiores. Por sua vez, a equipa na sua ação defensiva, para evitar que a bola entre na sua baliza pode defender com o corpo todo. Sendo uma modalidade em que os atletas têm os olhos vendados e a bola contem no seu interior guizos que emitem som, é imprescindível que decorra em silêncio. No entanto, os golos e outras ações podem ser entusiasticamente comemorados pela assistência.

Esta modalidade tão particular e com regras tão específicas, para ser jogada ao mais alto nível, requer forte destreza e condição física, não sendo de menor importância os atributos técnicos e o conhecimento tático. Os jogadores ao estarem desprovidos do sentido da visão, é lhes exigido uma enorme capacidade de orientação e concentração de forma a detetarem rapidamente a bola e todas as ações que decorrem durante o jogo.

Se reunirmos todos estes argumentos num recinto de jogo poderemos assistir a um atrativo espetáculo desportivo. O Goalball quando descoberto na sua plenitude, é um desporto verdadeiramente empolgante e aliciante para quem pratica.